Débora King, 20 de Outubro de 2022

Débora King

Para não esquecer

texto e fotografia: Nuno Catarino

A pianista e compositora Débora King apresentou no Hot Clube o seu EP de estreia, “Forget About Mars”, entre outras composições originais e arranjos criativos. O futuro do jazz nacional passará por aqui.

O Hot Clube de Portugal continua a ser uma montra privilegiada para a cena jazz nacional, dando palco a projetos que se vão afirmando e destacando, sobretudo nomes já consagrados. É assim fundamental que se dê também espaço a novos músicos, jovens talentos que têm material para mostrar ao mundo. O ciclo “Newcomers”, promovido pelo histórico clube, tem funcionado para revelar esses talentos, sobretudo músicos jovens oriundos de Lisboa, e por lá têm passado recentemente músicos como Marta Rodrigues (cantora), Ricardo Rogagels (guitarrista) e Filipa Franco (cantora), entre outros. 

Neste mês de outubro, o Hot acolheu mais uma noite dedicada a “Newcomers”, com a atuação de Débora King. A pianista tem-se afirmado sobretudo como compositora e arranjadora, além de revelar qualidade técnica como instrumentista. King editou já neste ano de 2022 o seu registo de estreia, o EP “Forget About Mars”, um registo curto que reúne apenas três temas (“Gabriela”, “Ondas” e “It’s OK to Be a Rebel”), mas que é já bem revelador. Ficámos a saber que a formação da pianista passou pela JBJazz e pela Escola Superior de Música de Lisboa e este trabalho é, segundo a autora, «um projeto que procura refletir sobre questões de existência e fragilidade humana». Como destacámos aqui na jazz.pt, por altura do lançamento (julho de 2022), nesse EP destacava-se a originalidade da composição e dos arranjos, com contornos épicos. 

Na noite de 19 de outubro a pianista apresentou-se no palco do Hot acompanhada por um grupo de jovens músicos da sua geração, todos talentos emergentes em processo de afirmação: Marta Rodrigues na voz, Zé Almeida no contrabaixo e Samuel Dias na bateria – curiosamente, a secção rítmica do quarteto Apophenia; juntou-se ainda, já no segundo set, e em apenas dois temas, o saxofonista convidado João Gato (o mentor dos já referidos Apophenia).

O primeiro set abriu com “Gabriela”, um dos temas que faz parte do EP; desde logo, destaca-se o trabalho de composição, e o tema vai sendo erguido com as intervenções do quarteto (a voz, integrada na malha instrumental, funciona como mais um instrumento ao serviço da composição). Logo de seguida, chega uma criativa reinvenção de “Wake Up” dos Arcade Fire – King mostra arrojo no arranjo, ao desconstruir a estrutura do tema para o refazer, mantendo a riqueza da essência melódica. E a atuação foi sendo preenchida por temas originais e inéditos, seguindo caminhos surpreendentes. 

Ao início, sentiu-se um certo desequilíbrio entre fragilidade da voz e força da secção rítmica, mas ao longo da atuação este balanço foi sendo equilibrado. O piano de Débora King, sempre ao centro, ia fornecendo o alicerce, sólido. Já no segundo set, chegaram mais dois arranjos de temas alheios: “A Day in the Life” dos The Beatles e “Os Vampiros” de José Afonso (sempre atual, «eles comem tudo e não deixam nada»). Novamente, o trabalho de arranjos mostrou inteligência, evitando caminhos fáceis.

Foi uma noite para não esquecer, em que ficámos a conhecer a música de uma pianista e compositora que, ainda muito jovem, se mostra cheia de ideias. Entre os temas do EP, outras composições originais e arranjos criativos, Débora King é um nome a fixar. O futuro do jazz nacional passará por aqui.

Agenda

26 Novembro

Tiago Sousa

Cossoul - Lisboa

26 Novembro

Lynn Cassiers, Manolo Cabras e João Lobo “Dancing With Don”

Porta-Jazz - Porto

26 Novembro

Clara Lai, Amidea Clotet, João Almeida e João Valinho

Penha sco - Lisboa

26 Novembro

Orquestra de Jazz de Espinho com João Barradas

Teatro Municipal de Bragança - Bragança

26 Novembro

José Lencastre, Ziv Taubenfeld e Felice Furioso

SMUP - Parede

26 Novembro

Júlio Resende

Fábrica Braço de Prata - Lisboa

26 Novembro

Mariana Dionísio, Clara Lacerda e Romeu Tristão

Adega do Museu Rural e do Vinho - Cartaxo

26 Novembro

Practically Married

Hot Clube de Portugal - Lisboa

27 Novembro

Jorge Moniz “Cinematheque”

Cine-Teatro Louletano - Loulé

27 Novembro

Lynn Cassiers / Manolo Cabras / João Lobo “Dancing With Don”

MAAT - Lisboa

Ver mais