Julho é de Jazz, 6 de Junho de 2022

Julho é de Jazz

Braga in Silhouette

texto: Gonçalo Falcão

James Brandon Lewis, Living with a couple, João Almeida “Pocus”, Mané Fernandes e Vicente, Drake, Parker e Dikeman. São concertos que fazem parte de um programa que coloca Braga no mapa dos grandes palcos do jazz em Portugal. Apesar ser a cidade mais antiga do nosso país (mais de 2000 anos) é conhecida como “a cidade da Juventude". gnration fala-nos de uma juventude interessante e arriscada que ouve música provocante.


 

O Julho é de Jazz é um festival que se vem afirmando no panorama nacional e que em 2022 tem uma edição superior. Da oitava edição destacamos o concerto de James Brandon Lewis, mas a programação do espaço de criação, performance e exposição dá-nos outras propostas notáveis fora do ciclo, como por exemplo a Arkestra de Sun Ra. Juntamos tudo neste preview.

O ciclo de jazz começa no dia 7 de julho, quinta-feira, com os “Pocus”, um trio liderado pelo trompetista português João Almeida, o contrabaixista Gonçalo Almeida e o baterista João Lobo.

 

 

No dia a seguir, a 8 de julho, sexta-feira, toca um quarteto promissor com o trompetista português Luís Vicente e o saxofonista norte-americano John Dikeman nos sopros, com uma secção rítmica fortíssima com William Parker e Hamid Drake. Uma fórmula criada por Luís Vicente, já bem definida, que resulta numa música densa e forte.

 

 

Uma semana depois, a 14 de julho, quinta-feira, é tempo de voltar ao centro da cidade para ir ouvir a estrela em ascensão no saxofone James Brandon Lewis; quem tem seguido o trabalho do americano (grandemente editado na Intakt) sabe que este é um dos grandes saxofones da atualidade. Vem em quarteto, no que me parece ser o melhor formato para o ouvir atualmente, o mesmo de “Molecular” e “Code of Being”: Aruan Ortiz no piano, Brad Jones no contrabaixo e Chad Taylor na bateria. 

 

 

No último dia deste fim-de-semana, 15 de julho, sexta-feira, voltam os músicos portugueses em dúplex. Mané Fernandes virá apresentar Enter The sQUIGG, um “pós-beat” que mistura de jazz e eletrónica. Não vai dar para sair: terminado o concerto do guitarrista entram os Living with a Couple, um trio que junta a voz de Leonor Arnaut, a guitarra de João Carreiro e a bateria de João Pereira, que privilegiam a improvisação.

 

 

No dia 22 de julho o jazz regressa a Braga num concerto fora do ciclo Julho é de Jazz, com um dos trompetistas da nova geração americana que regressaram ao local onde John Coltrane foi feliz. Editado pela International Anthem, o disco “Open Arms To Open Us” foi uma das boas surpresas de 2021. Uma música onírica e desorientadora que usa o somcomo veículo para um regresso à espiritualidade. Esta mistura particular entre jazz, hip-hop e música eletrónica não está formalmente integrada no ciclo de jazz mas não deixa de ser uma das grandes apostas deste verão, até porque será no pátio exterior do gnration, com entrada livre.

 

 

Descansamos em agosto para voltar que planear idas a Braga: no início setembro (dia 3) há uma tarde de concertos. Começa com o regresso aos palcos da banda da cidade os Bed Legs. Depois tocarão os Fumo Ninja, uma nova banda portuguesa que viaja no psicó-délico oriental artilhada com armamento ninja. Antecipa-se uma viagem pela imagética de Tadanoori Yokoo com o guitarrista Norberto Lobo, a voz de Leonor Arnaut, o baterista Ricardo Martins e a teclista Raquel Pimpão.

 

No dia 24 de setembro, o programa de música deste ano fechará com chave de ouro. Rodrigo Brandão, artista brasileiro com reconhecido percurso como spoken word MC, convida o musonauta Marshall Allen que virá com a versão atual da Arkestra. A big band formada por Sun Ra foi uma espécie de tribo cósmica mantida pelo teclista, que hoje Marshall Allen mantém viva. Será uma oportunidade única para rever o saxofonista no seu meio natural. 

Os bilhetes são vendidos a preços muito inclusivos, entre os 12 e os 7 euros. O passe-geral para o ciclo Julho é de Jazz 2022 custa 20 euros.

Agenda

29 Novembro

Sélène Saint-Aimé

Teatro da Trindade - Lisboa

29 Novembro

Mariana Dionísio e João Pereira “Tracapangã”

Hot Clube de Portugal - Lisboa

30 Novembro

Sul

Museu Nacional Soares dos Reis - Porto

30 Novembro

Miguel Ângelo Quarteto

Teatro Municipal de Bragança - Bragança

30 Novembro

Gonçalo Sousa e Francesca Guatteri

Fábrica Braço de Prata - Lisboa

30 Novembro

Orquestra Jazz de Matosinhos com Chris Cheek

Casa da Música - Porto

01 Dezembro

Manuel Oliveira, Rodrigo Correia, Alexandre Frazão e Tomás Marques

Fábrica Braço de Prata - Lisboa

01 Dezembro

Sul

Hot Clube de Portugal - Lisboa

02 Dezembro

João Lencastre Free Celebration

SMUP - Parede

02 Dezembro

Júlio Resende

Fábrica Braço de Prata - Lisboa

Ver mais