Capricorn Climber

Kris Davis: “Capricorn Climber” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

A pianista e compositora Kris Davis (nascida em Vancouver e residente em Brooklyn) tem vindo a conquistar nos últimos anos um lugar entre o escol do jazz e da música improvisada de feição mais aventurosa do panorama nova-iorquino. Sexto disco na condição de líder (sétimo a ostentar o seu nome ...

Ler mais

Absolute Zero

Jon Irabagon / Hernâni Faustino / Gabriel Ferrandini: “Absolute Zero” (NotTwo Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / NotTwo Records

Não é novidade nem será a última vez – até porque disso resultam discos como o presente. Nas suas passagens por Portugal, algumas delas repetidas ao longo dos anos, grandes músicos de outros países vão tendo a oportunidade de tocar com portugueses e de gravar esses encontros, seja no palco ...

Ler mais

Chants du Milieu

Kristoff K. Roll & Daunik Lazro: “Chants du Milieu” (Creative Sources) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Creative Sources

Quem tem mais uns aninhos de consumos jazz estará lembrado, com certeza, de que por alturas do PREC o saxofonista Daunik Lazro era uma presença habitual no nosso país, em colaborações com os Plexus de Carlos “Zíngaro” que, regra geral, terminavam com interpretações jazzificadas da Internacional.

Depois disso, só o ...

Ler mais

TOAP Colectivo Vol. VI

Pavolka / Radley / Graça / Cabaud / Rueckert: “TOAP Colectivo Vol. VI” (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Tone of a Pitch

Resultado de uma parceria entre a editora Tone of a Pitch e o festival Guimarães Jazz, neste se apresenta todos os anos um agrupamento constituído pela novíssima vaga de músicos portugueses e de outros países com uma plural dedicação ao jazz. Esses concertos têm sido registados e lançados em disco, ...

Ler mais

Pinkdraft

Pinkdraft: “Pinkdraft” (Creative Sources) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Creative Sources

Não fosse o silêncio uma ilusão racional e qualquer construção sonora (por definição: música) a que se procedesse constituiria uma violência. Parece ser esse o princípio seguido pela abordagem do quarteto Pinkdraft neste seu disco homónimo. Os procedimentos timbrais, texturais e ora arrítmicos, ora polirrítmicos, de Ricardo Jacinto, Nuno Torres, ...

Ler mais

Volta

José Peixoto / António Quintino: “Volta” (JACC Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / JACC Records

José Peixoto é conhecido do grande público sobretudo por via da sua colaboração com os Madredeus. Mas a relevância musical do extenso trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pelo guitarrista e compositor em muito extravasa e participação no grupo dirigido por Pedro Ayres de Magalhães.

Para além de compositor ...

Ler mais

Rainbow Body

Josef Dumoulin Trio: “Rainbow Body” (Bee Jazz Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Bee Jazz

Depois da estreia, em 2009, com o seu grupo Lidlboj (“Trees Are Always Right”, também para a Bee Jazz) e da sua saliente presença enquanto “sideman” no disco “Short Cuts”, do flautista francês Magic Malik, o pianista belga Josef Dumoulin surge agora no contexto de um trio elétrico, tendo como ...

Ler mais

Mary Halvorson Quintet: “Bending Bridges” (Firehouse 12) (Curtas)

Curtas

“Bending Bridges” é a segunda gravação de Mary Halvorson com o seu quinteto e o disco em que mais gosto de a ouvir. As composições escritas para este grupo que iremos conhecer ao vivo no próximo Jazz em Agosto denotam uma grande evolução, não só na escrita – sofisticada, inteligente ...

Ler mais

Innertextures Live

Igor Lumpert Trio: “Innertextures Live” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

Este disco registado pela Clean Feed na edição de 2011 do Festival de Jazz de Ljubljana segue-se a uma primeira investida do projecto Innertextures de Igor Lumpert, publicada em 2001 pela Goga Music com as colaborações de Robert Glasper, Boris Kozlov, Leron Thomas, Jacob Bro e Jonathan Blake.

O jovem ...

Ler mais

A Casa da Árvore

João Firmino: “A Casa da Árvore” (Sintoma Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Sintoma Records

Depois de uma estreia auspiciosa, em 2011, com “A Bolha” (JACC Records), o guitarrista conimbricense João Firmino (n. 1986) confirma e amplia neste seu segundo disco a boa impressão que então causou, guindando-se para um outro patamar, sobretudo na sua dimensão de compositor.

Nesta qualidade, dá um passo decisivo na ...

Ler mais

Six Feet Under

Nate Wooley / Christian Weber / Paul Lytton: “Six Feet Under” (NoBusiness Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / NoBusiness Records

O trompetista Nate Wooley tem vindo em diversos momentos a explanar a sua propensão para explorar o fascínio especial que sente pelo formato de trio, pelos desafios que este lhe coloca e pelas conexões particulares que nele se podem articular.

Na concretização desse desígnio, “Six Feet Under” reúne um trio ...

Ler mais

Lacerba

Made to Break: “Lacerba” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

Com quase trezentos CDs editados em 12 anos, a Clean Feed lança agora o seu primeiro LP. E porque o primeiro de alguma coisa é sempre um momento especial, trata-se do registo em Lisboa de um grupo inédito de Ken Vandermark, Made to Break, com Christoff Kurzmann, Devin Hoff e ...

Ler mais

Provoke

Made to Break: “Provoke” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

Por esta altura, o enorme vigor criativo de Ken Vandermark já não deverá surpreender ninguém. O saxofonista (e clarinetista) de Chicago apresenta agora um novo projecto que combina a improvisação de ascendência jazzística com a electricidade e a electrónica. Gravado em Lisboa, este é o segundo álbum que Vandermark gravou ...

Ler mais

Paradoxical Frog: “Union” (Clean Feed) (Curtas)

Curtas

Em certos momentos, a pianista Kris Davis como que “cita” Thelonious Monk. Já Ingrid Laubrock traz, por vezes, à memória Anthony Braxton. Seja como for, a música presente no segundo álbum do trio Paradoxical Frog (agora com Tyshawn Sorey na bateria) não é, de todo, deficitária nas idiossincrasias dos seus ...

Ler mais

Bruno Silva: “Roadkill Sightings” (Edição de autor) (Curtas)

Curtas

Bruno Silva (Olive Troops SOS, Somália) tem-se apresentado ao público sobretudo com uma guitarra eléctrica. "Roadkill Sightings" é um solo cujas quatro faixas funcionam como uma viagem, compondo um imaginário.

Uma viagem tortuosa, porém. A guitarra é tocada ao jeito de um country/death metal bêbado, encharcado em distorção e ecos ...

Ler mais

Stefano Battaglia Trio: “Songways” (ECM) (Curtas)

Curtas

 

O título deste novo disco de Stefano Battaglia pode ser “Songways”, mas nunca a música registada se limita à estrutura da canção. O passado do pianista italiano na música erudita vem ao de cima com a subtileza romântica da sua abordagem às teclas, mas é também clara a referência ...

Ler mais

Peter Madsen’s Seven Sins Ensemble: “Gravity of Love” (Playscape) (Curtas)

Curtas

O octeto que constitui o Seven Sins Ensemble entrega-se maravilhosamente à música do pianista Peter Madsen e o resultado é um disco que desde a primeira impressão nos encanta e nos oferece novidades. Não daquelas descartáveis, mas das consistentes e duradouras, das que abrem caminhos e definem modelos.

Com o ...

Ler mais

João Paulo Esteves da Silva & Orquestra Jazz de Matosinhos: “Bela Senão Sem” (Tone of a Pitch) (Curtas)

Curtas

Só pode ser de saudar a união da Orquestra Jazz de Matosinhos com o piano de João Paulo Esteves da Silva. A profunda riqueza melódica das composições deste (citemos, por exemplo, a bela “Canção Açoreana”) ganha agora um outro corpo, mais robusto, com a contribuição da “big band”.

Sem qualquer ...

Ler mais

Nico Gori & Fred Hersh: “Da Vinci” (BeeJazz) (Curtas)

Curtas

Não tenho nada contra as melodias, muito pelo contrário. Acho-as admiráveis quando são belas e os italianos sempre souberam construí-las. Não acho que este seja o caso. Aqui as melodias são chatas, afectadas, cheias de pianices aborrecidas que cheiram a “lobby” de hotel (Fred Hersh? Pois, Fred Hersh…).

Os temas ...

Ler mais

Ingebrigt Haker Flaten New York Quartet: “Now Is” (Clean Feed) (Curtas)

Curtas

Existem ideias musicais que, quando condensadas num curto período de tempo, ganham mais impacto emocional do que se fossem prolongadas o máximo possível. Daí que não saibam a pouco estes 39 minutos de improviso de Ingebrigt Haker Flaten com verdadeiros gigantes como Joe McPhee, Joe Morris e Nate Wooley.

A ...

Ler mais