Live at The Stone: All is Always Now

Fred Frith: “Live at The Stone: All is Always Now” (Intakt) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Intakt

Fred Frith é um dos grandes guitarristas dos séculos XX e XXI e o seu álbum “Guitar Solos” (1974) é uma das obras fundamentais para quem quer compreender a guitarra eléctrica no jazz e na improvisação. Este “disclaimer” é importante para marcar uma posição: Frith está muito acima da maior ...

Ler mais

Mano a Mano Vol. 3

André Santos / Bruno Santos: “Mano a Mano Vol. 3” (Edição de Autor) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Edição de autor

No século V a. C, o filósofo pré-socrático Anaxágoras escreveu acertadamente que «o homem é inteligente porque tem irmãos». Na capa do terceiro tomo discográfico do dueto Mano a Mano, Bruno e André Santos surgem deitados, de olhos fechados, em posição simétrica, no chão de uma sala, rodeados de guitarras ...

Ler mais

Lisen Rylander Love: “Oceans” (Hoob Records) (Curtas)

Curtas

Se o leitor destas linhas conota com a cena da Noruega, e com o que nos propõem os catálogos da Rune Grammofon e da Hubro, a mais desafiante música mutante dos nossos dias que integra elementos do jazz e da improvisação livre, fique a saber que a contraparte sueca dessa ...

Ler mais

André Carvalho: “The Garden of Earthly Delights” (Outside in Music) (Curtas)

Curtas

O contrabaixista e compositor André Carvalho é um dos músicos portugueses de jazz que escolheram outros países para desenvolverem a sua actividade. Depois de ter feito estudos clássicos em Viena partiu para Nova Iorque a fim de completar um mestrado na Manhattan School of Music e por lá ficou, estabelecendo ...

Ler mais

Whenufindituwillknow

Michael Gregory Jackson Clarity Quartet: “Whenufindituwillknow” (Golden Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Golden Records

No início dos anos 1980, o guitarrista e compositor (também cantor e poeta) Michael Gregory Jackson deixou cair o apelido para evitar confusões com o homónimo estelar. Paradoxalmente, esta decisão aconteceu sensivelmente ao mesmo tempo em que a sua trajetória artística o fez aproximar-se de territórios mais pop, ainda que ...

Ler mais

The Wake of an Artist – Tribute to Bernardo Sassetti

Alberto Conde Iberian Roots Trio: “The Wake of an Artist – Tribute to Bernardo Sassetti” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

Trágica e precocemente desaparecido, Bernardo Sassetti (1970-2012) foi um genial inventor em tempo real, um compositor e arranjador sobredotado, um instrumentista raro, um verdadeiro artista “intermedia”, cruzando música com outras artes, como a fotografia e o cinema. Ergueu uma obra perpassada por um lirismo que lhe vinha de dentro e ...

Ler mais

Vijay Iyer / Craig Taborn: “The Transitory Poems” (ECM) (Curtas)

Curtas

Contam-se pelos dedos os registos discográficos na área do jazz com um duo de pianistas, dificilmente se conseguindo passar de uma mão para outra. O mais recente deles, muito curiosamente, envolveu um dos que encontramos neste “The Transitory Poems”: Craig Taborn, que lançou o álbum “Octopus” com Kris Davis. A ...

Ler mais

Wayne Horvitz European Orchestra: “Live at the Bimhuis” (Novara Jazz Series) (Curtas)

Curtas

O concerto aqui gravado aconteceu há quase quatro anos e meio no Bimhuis (um lendário espaço de Amesterdão), após uma participação no Novara Jazz Festival da European Orchestra de Wayne Horvitz, teclista e compositor que conhecemos bem dos Naked City. Na edição de 2014 daquele evento fez-se um tributo a ...

Ler mais

Triedro: “Zemer Tarang” (Ed. de Autor) (Curtas)

Curtas

A primeira faixa do segundo álbum dos Triedro refere, pela negativa, um tema (“I Fall in Love too Easily”) que se tornou, para muitos músicos de jazz (Miles Davis e Chet Baker fizeram dele versões notáveis), um dos mais apetecíveis “standards” – a canção de Jule Styne e Sammy Cahn ...

Ler mais

Spinifex: “Soufifex” (Trytone) (Curtas)

Curtas

Em mais uma edição discográfica que inclui os préstimos de Gonçalo Almeida, “Soufifex” não é apenas outro disco dos nossos já bem conhecidos Spinifex (por cá tocaram várias vezes): nele o grupo de Tobias Klein (saxofone alto) com o baixista dos Albatre e dos Ikizukuri, o trompetista Bart Maris (membro ...

Ler mais

Pareidolia: “Selon le Vent” (JACC Records) (Curtas)

Curtas

«As nuvens hoje parecem monges que tomam o chá em silêncio» - este verso de José Tolentino Mendonça lê-se no interior da capa de “Selon le Vent”, disco agora lançado dos Pareidolia, grupo formado pelo violetista português João Camões com o saxofonista e clarinetista Gabriel Lemaire e o pianista Yves ...

Ler mais

Cement Shoes: “Opus Caementicum” (Gaffer Records) (Curtas)

Curtas

As intermitentes colaborações entre Giovanni Di Domenico e Gonçalo Almeida tiveram antes destes Cement Shoes (o pianista e o baixista mais o baterista Balázs Pándi) resultados tão díspares quanto o krautrock “fake” dos Going e a improvisação mediada entre a tradição do free jazz e o experimentalismo dos Tetterapadequ. Ao ...

Ler mais

Live at JazzCase

Lotz of Music: “Live at JazzCase” (El Negocito) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / El Negocito

Mark Alban Lotz é um verdadeiro cidadão do mundo. Nasceu na Alemanha, viveu na Tailândia e no Uganda, gravou em Havana e em Istambul e tem vindo a irradiar o seu notável trabalho enquanto estratego sonoro (articulando música com vídeo, artes plásticas, teatro e dança) a partir desse “hub” criativo ...

Ler mais

Daniel Neto Quinteto: “Olho de Peixe” (Ed. de Autor) (Curtas)

Curtas

Saído no final do ano que passou, este disco falhou muitas listas dos melhores de 2018, mas merecia ter tido maior projecção na altura. Ainda vai a tempo, pois o guitarrista e compositor Daniel Neto é mais um protagonista do bom jazz que se está a fazer em Portugal e ...

Ler mais

Avec le Temps

Giovanni Guidi Trio & Quintet: “Avec le Temps” (ECM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / ECM

Temos recebido regularmente excelentes notícias jazzísticas de Itália, que confirmam que o país está a todo o pano no jazz. Esta é mais uma certificação da boa forma italiana: temos de dar ouvidos aos italianos (no jazz pela positiva, na política para não cairmos no mesmo lodaçal). Segundo disco da ...

Ler mais

Eduardo Cardinho: “In Search of Light” (Nischo) (Curtas)

Curtas

Para o seu segundo álbum de originais, o vibrafonista Eduardo Cardinho vai buscar duas composições que escreveu para “Galip”, disco editado sob o nome Cale em que o encontrámos no ano passado com José Pedro Coelho, Xavi Torres, André Rosinha e Jamie Peet – o tema-título, “In Search of Light”, ...

Ler mais

António “Panda” Gianfratti / Marco Scarassatti / Otomo Yoshihide / Paulo Hartmann: “Psychogeography, an Improvisational Derive” (NotTwo Records) (Curtas)

Curtas

Quando se verifica que um disco de música experimental improvisada tem o suporte da Agência dos Assuntos Culturais do Japão, que apoiou a ida de Otomo Yoshihide a S. Paulo, Brasil, em 2017 para uma participação no Improfest, e que o mesmo foi gravado num estúdio da Red Bull, há ...

Ler mais

Wadada Leo Smith: “Rosa Parks: Pure Love” (TUM Records) (Curtas)

Curtas

Em mais um volume da sua recente série de obras temáticas, desta vez tendo como tema o acto de resistência de Rosa Parks em 1955 (sentou-se na área reservada a brancos num transporte público de Alabama), o trompetista e compositor Wadada Leo Smith apresenta aquela que é, talvez, a sua ...

Ler mais

Get That Crispy

Wojtek Justyna TreeOh!: “Get That Crispy” (Planet Ezy Street) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Planet Ezy Street

Numa altura em que a União Europeia acumula tensões e os fantasmas da desintegração pairam como jamais se viu, há projetos musicais que parecem apostados em contrariar este estado de coisas, em agregar em vez de dividir.

O facto de ser virtualmente desconhecido entre nós, justifica um breve preâmbulo biográfico: ...

Ler mais

Signs of the Sillhouette: “Wigwam” (Bam Balam Records) (Curtas)

Curtas

Longe vai o tempo em que a prática da improvisação se relacionava privilegiadamente com o jazz. São cada vez mais numerosos os casos de projectos de música improvisada com idioma definido a partir do rock, e os portugueses Signs of the Sillhoutte contam-se entre os ditos. O que encontramos no ...

Ler mais