Carlos “Zíngaro” / Vítor Joaquim: “At ZDB Lisboa 2006” (edição de autor)

Rui Eduardo Paes

Lançado a público num dia (2 de Julho) que o Bandcamp reservou para ajudar os artistas que ficaram sem trabalho devido à pandemia, dirigindo-lhes a totalidade das receitas obtidas pelas vendas das suas obras, este “At ZDB Lisboa 2006” é o segundo tomo da “Live Series +” iniciada por Vítor Joaquim para divulgar trabalho seu que ficou em arquivo e sem edição discográfica. O encontro com Carlos “Zíngaro” aqui ouvido aconteceu no ano de 2006 na ZDB, em Lisboa, no contexto de uma parceria daquele espaço do Bairro Alto com a Rádio Zero. O conceito que o conduziu é de simples apresentação: Joaquim tinha como função samplar com o seu “laptop” o que “Zíngaro” improvisasse com o violino e processar este, única e exclusivamente, com os materiais que fosse apropriando do seu companheiro de palco.

Já a prática era mais complexa e o músico originário de Setúbal procurou questionar os procedimentos a ter, na maior parte dos casos sendo estes de carácter temporal (a improvisação com electrónica tem um “delay” diferente da da improvisação acústica): quando “picar” os sons criados por “Zíngaro” e quando introduzir de volta esses sons, já tratados/transformados por si, na narrativa em fluxo gradualmente construída a dois. Decisões que, atenção, tinham algumas vezes de ser feitas numa questão de segundos. Nas duas primeiras faixas deste álbum digital “Zíngaro” mantém-se no primeiro plano, mas há um crescendo de presença da parte do computador à medida em que se avança: quando chegamos às partes 3 e 4 já o violino está mergulhado na densa nebulosa electrónica que o próprio instrumento originara, primeiro furando as densidades obtidas por adição de camadas e finalmente deixando-se diluir por, e entre, elas. O resultado é fascinante e ainda bem que ficou registado para a história.