Gonçalo Almeida / Yedo Gibson / Vasco Furtado: “Multiverse” (Multikulti Project)

Rui Eduardo Paes

Eis outro disco gravado no já mítico sótão da SMUP, na Parede, confirmando este espaço como um dos mais emblemáticos do circuito nacional e internacional do jazz. Eis, também, mais uma incursão da etiqueta polaca Multikulti Project pela música criativa que se pratica em Portugal, somando-a a outras de igual relevo numa série de edições que se distinguem no seu catálogo pelas capas negras – o que denota bem o interesse que, lá fora, existe relativamente ao que por cá se faz. E que disco este é, com o autor das “liner notes”, Guy Peters, a escrever que encontrou nele o tipo de intensidade por si descoberto ao ouvir John Coltrane na juventude e que para si significa a essência do jazz, embora não encontre correspondências em muito do restante que se vai produzindo. Uma intensidade, especifica o crítico belga, que não tem necessariamente de provir de grandes volumes sonoros ou de desenfreadas cavalgadas – como é, aliás, o caso deste “Multiverse”.

A referência em Coltrane é acertada num aspecto em especial: se o lendário músico foi um dos maiores responsáveis, na história do jazz, pela emancipação do saxofone soprano, encontramos neste trio português (o sopranista é brasileiro, mas vive no concelho de Sintra) um dos mais notáveis praticantes do instrumento na actualidade, ainda que Yedo Gibson não tenha ainda obtido o reconhecimento que merece. O que o ouvimos fazer logo no tema de abertura, “Chanty”, com todas as suas alusões magrebinas, deixa-nos de queixo caído, e este assim se mantém com “Quick Angles”, “Slow Tachyon” e “Verdade ou Consequência”. Não que Gonçalo Almeida no contrabaixo e Vasco Furtado na bateria lhe fiquem atrás: o primeiro justifica uma vez mais as (altas) expectativas que foi suscitando ao longo do seu percurso sediado em Roterdão e Furtado faz inteira justiça à fama que o vem projectando além-fronteiras. Aqui está uma magnífica adenda ao que se vai chamando “fire music”, mesmo que o fogo surja, regra geral, em combustão lenta.