Sun Dew: “This Secret Cay” (Heartcore Recordings)

Rui Eduardo Paes

Grupo transnacional fixado em Berlim, os Sun Dew - que ainda recentemente passaram por Portugal, para um concerto na Casa da Música – apresentam-se como praticantes de “jazz alternativo”, com poucas mais explicações, deixando para o ouvinte o esclarecimento sobre o que tal terminologia significa. E o que significa está no cruzamento de um pop-jazz com matriz no Pat Metheny Group (se bem que a guitarra de Paul Audoynaud se coloque ao serviço do conjunto, pouco permanecendo em primeiro plano, e o teclista Johannes von Ballestrem surja como um Lyle Mays mais romântico e mais paisagístico) e do jazz de câmara (com o violino de Héloise Lefebvre e o violoncelo de Liron Yariv a exponenciarem – quando a tal se permitem, ultrapassando as meras funções de coloração ou de densidade orquestral – as contribuições clássicas).

A música é iminentemente tonal e melódica, preferindo sempre situações leves que suscitem uma escuta onírica, sem grandes problematizações formais e estéticas e sem espaço para o risco. Daí, talvez, que Kurt Rosenwinkel tenha lançado este “This Secret Cay” na sua própria editora, a Heartcore Recordings, ele que trocou a irreverência dos Human Feel (mesmo quando toca com os seus companheiros neste quarteto, Chris Speed, Andrew D’Angelo e Jim Black) por um “jazz” mais pacífico e convencional. Resumindo e concluindo: está aqui um CD que até é agradável de ouvir, mas depressa esquecemos.