João Barradas Home: “An End as a New Beginning” (Nischo / Inner Circle Music)

Rui Eduardo Paes

Depois de uma rodagem por vários palcos para abrir o apetite, eis que no final desta semana sai a público o tão esperado álbum do grupo Home de João Barradas, ainda no rescaldo do primeiro e excelente título do acordeonista português em nome próprio, “Directions”. O que vem em “An End as a New Beginning” é substancialmente diferente daquele disco, ainda que dentro dos parâmetros a que o jovem músico já nos habituou. E diferente, logo para começar, devido à instrumentação escolhida – um acordeão MIDI que soa como um piano eléctrico Fender Rhodes e como um sintetizador (um MiniMoog ao que parece, na faixa-título e em “Between Myself and I”), duas guitarras eléctricas (Mané Fernandes e Gonçalo Neto), vibrafone (Eduardo Cardinho), baixo eléctrico (Ricardo Marques) e bateria (Guilherme Melo).

Igualmente importante para a identidade muito própria do projecto é o tipo de materiais utilizado, resultando num jazz eléctrico com forte presença do rock, da pop (a melodia da balada instrumental “The Human Journey in Search of Meaning” é das mais belas surgidas em Portugal nos últimos anos) e das músicas urbanas dançantes. Virá, aliás, desta última componente o carácter saltitante da maioria das composições, se bem que com uma semelhança nos tratamentos rítmicos que faz com que as ditas pareçam variações de uma mesma fórmula – o procedimento dá unidade ao CD, mas torna-o também algo repetitivo. “Interlude”, com Barradas a solo, foge a esse formato e é outra das jóias que aqui podemos encontrar. Se surgisse mais adiante no alinhamento (é o terceiro tema) permitir-nos-ia recuperar o fôlego quando de tal mais necessitamos, mas provavelmente a intenção é ficarmos em estado de permanente “high”. Além do notável trabalho do líder, destaque para alguns magníficos solos dos seus parceiros, como os de Cardinho em “I’m Going Away for a While, Please Don’t Try to Follow Me” e “Openings and Closings”, de Neto na já referida “The Human Journey…” e de Fernandes em “Homesick”, com os seus imediatamente reconhecíveis processamentos de guitarra. Pois aqui está algo que merece um nosso rendido aplauso.

Agenda

01 Outubro

Jorge Moniz “Cinematheque”

Fórum Cultural do Seixal - Auditório Municipal do Seixal - Seixal

01 Outubro

Orquestra de Jazz de Espinho & Orquestra Clássica de Espinho “Kind of Blue”

Auditório de Espinho - Espinho

01 Outubro

Quarteto Cabaud / Marques

Hot Clube de Portugal - Lisboa

02 Outubro

Desidério Lázaro Quarteto

Espaço Espelho d'Água - Lisboa

02 Outubro

Zé Eduardo Trio e Lighthousers

Cantaloupe Café - Olhão

03 Outubro

Ernesto Rodrigues, Daniel Levin, Maria da Rocha e João Madeira

Cossoul - Lisboa

04 Outubro

Luke Winslow-King

Auditório Carlos Paredes - Lisboa

04 Outubro

Stanley Jordan

Douro Jazz - Teatro Municipal de Vila Real - Vila Real

05 Outubro

Nicole Mitchell

Museu Nacional Machado de Castro - Coimbra

05 Outubro

Luke Winslow-King

Casa da Cultura - Setúbal

Ver mais