Mogul de Jade

Norberto Lobo / João Lobo: “Mogul de Jade” (Mbari)

Mbari

Rui Eduardo Paes

Não sendo, nem pretendendo ser, um músico de jazz, o certo é que, ao longo dos anos, Norberto Lobo foi conquistando ouvintes nesta área. Fosse porque os blues constituem uma das suas referências ou porque o seu discurso tem uma semelhante dimensão exploratória das capacidades do seu instrumento, a guitarra…

E teve até ligações a praticantes do jazz ou de tendências vizinhas deste com orientações tão heterodoxas ou extravagantes, no bom sentido, quanto a sua, como foi o caso da (momentânea?) colaboração com o trompetista Sei Miguel. Ao anunciar-se a sua associação com João Lobo, um dos nossos mais insignes bateristas de, precisamente, jazz, muitos pensaram que era desta que a cena nacional desta música ganhava a definitiva contribuição deste extraordinário guitarrista da linha John Fahey / Jack Rose. Pois não é verdade: “Mogul de Jade” não é um disco de jazz.

E no entanto… há por aqui muito material que pode agradar aos apreciadores do género, se bem que de formas diferentes daquelas a que nos habituou. A começar pelo facto de que em algumas das peças incluídas a sua guitarra de 12 cordas surge electrificada, assim se colocando Norberto Lobo em contextos inéditos. É também um João Lobo diferente aquele que descobrimos neste álbum, só pecando a sua contribuição por, regra geral, ter optado por uma surpreendente subtileza.

Ou seja, a relativa (e discutível) aproximação de Norberto ao mundo do jazz conduziu a um igualmente relativo (e discutível) afastamento de João relativamente ao mesmo. Curioso… Curioso, mas de importância secundária, porque o que verdadeiramente interessa é a qualidade da música e essa é indubitável, chame-se jazz ou outra coisa. Mas lá está: não sendo este um disco de jazz, é um disco com jazz. Aliás, também não é um disco de rock, embora o rock o atravesse persistentemente.

Onde está o Wally? Anda por aí, mas deixá-lo sossegado é a condição do mistério e o mistério é que torna a vida (e, logo, a arte) interessante… 

  • Mogul de Jade

    Mogul de Jade (Mbari)

    Norberto Lobo / João Lobo

    Norberto Lobo (guitarra de 12 cordas, baixo eléctrico, voz nos temas 4 e 7); João Lobo (bateria, voz no tema 7) + Crista Alfaiate, Mariana Ricardo (vozes no tema 7)

Agenda

01 Fevereiro

Com Calma Jazz Jam

Com Calma - Espaço Cultural - Lisboa

02 Fevereiro

João Lencastre, Pedro Branco e João Hasselberg

Miradouro de Baixo - Carpintarias de São Lázaro - Lisboa

02 Fevereiro

Mockūnas-Mikalkenas-Berre

Água Ardente - Lisboa

02 Fevereiro

Ensemble Porta-Jazz / Robalo

Porta-Jazz - Porto

02 Fevereiro

José Menezes Quarteto

Cine Incrível - Alma Danada - Almada

03 Fevereiro

Pedro Neves Trio “Hindrances” / Wabjie

Festival Porta-Jazz - Rivoli - Porto

03 Fevereiro

Percussion

Água Ardente - Lisboa

03 Fevereiro

Gianni Narduzzi “Dharma Bums” / Carlos Azevedo Quarteto “Serpente”

Festival Porta-Jazz - Rivoli - Porto

03 Fevereiro

Mockūnas-Mikalkenas-Berre

Salão Brazil - Coimbra

04 Fevereiro

Coletivo Osso/Porta-Jazz “Interferências” / Umbral

Festival Porta-Jazz - Rivoli - Porto

Ver mais