, 6 de Janeiro de 2023

Sara Serpa inicia 2023 com três concertos em Nova Iorque

fotografia: Carlos Ramos

A cantora e compositora Sara Serpa arranca o novo ano com três concertos em Nova Iorque – cidade onde reside desde 2008 – com três grupos diferentes, todos no The City Winery e integrados no Winter Jazz Festival 2023. Esta será a primeira edição presencial deste festival desde a pandemia e promete ser bastante intensa (as maratonas de concertos começam às 18h e estendem-se até às 3h da madrugada). A cantora salienta que esta é «uma ótima oportunidade para começar o ano e ouvir música incrível dos EUA e de todo o mundo.»

Na quinta-feira, 12 de janeiro, às 20h30 (horário local) a cantora apresenta-se com o coletivo The New Standards, com curadoria de Terri Lyne Carrington e ao lado de Devon Gates, Michael Mayo, Julius Rodriguez, Rashaan Carter e Tcheser Holmes. A ocasião celebrará, em estreia, a recente publicação de “New Standards”, livro que reúne partituras de 101 compositoras, o primeiro de seu tipo.

No dia seguinte, será a vez de Sara Serpa apresentar “Intimate Strangers”, com as vozes de Erin Pettigrew, Aubrey Johnson e Yoon Sun Choi, o piano de Matt Mitchell e as manipulações eletrónicas de Qasim Naqvi (showcase da Biophilia Records). Este é um projeto que colheu inspiração na obra “A Stranger's Pose” do escritor nigeriano Emmanuel Iduma, explorando temas como movimento, lar, luto, ausência e desejo, no que o escritor apelida de «um atlas de um mundo sem fronteiras». Este projeto pretende refletir «sobre o modo como vemos o outro e como descrevemos hospitalidade e humanidade para as gerações futuras.» (A jazz.pt relatou aqui o concerto da formação na mais recente edição do festival Jazz no Parque, Porto.)

A cantora volta a palco três horas depois desta feita integrando o projeto “The Glass Hours”, da contrabaixista e compositora Linda May Han Oh, com Greg Ward, Matt Mitchell e Obed Calvaire. “The Glass Hours” é uma encomenda da Chamber Music America que Han Oh escreveu no sentido de «refletir acerca do que escolhemos fazer no tempo limitado que temos nesta terra.» Gravado em junho do ano passado, o álbum será lançado nesta primavera (tal como a jazz.pt já havia noticiado aqui).

Agenda

01 Fevereiro

Com Calma Jazz Jam

Com Calma - Espaço Cultural - Lisboa

02 Fevereiro

João Lencastre, Pedro Branco e João Hasselberg

Miradouro de Baixo - Carpintarias de São Lázaro - Lisboa

02 Fevereiro

Mockūnas-Mikalkenas-Berre

Água Ardente - Lisboa

02 Fevereiro

Ensemble Porta-Jazz / Robalo

Porta-Jazz - Porto

02 Fevereiro

José Menezes Quarteto

Cine Incrível - Alma Danada - Almada

03 Fevereiro

Pedro Neves Trio “Hindrances” / Wabjie

Festival Porta-Jazz - Rivoli - Porto

03 Fevereiro

Percussion

Água Ardente - Lisboa

03 Fevereiro

Gianni Narduzzi “Dharma Bums” / Carlos Azevedo Quarteto “Serpente”

Festival Porta-Jazz - Rivoli - Porto

03 Fevereiro

Mockūnas-Mikalkenas-Berre

Salão Brazil - Coimbra

04 Fevereiro

Coletivo Osso/Porta-Jazz “Interferências” / Umbral

Festival Porta-Jazz - Rivoli - Porto

Ver mais