, 23 de Novembro de 2022

Semana em cheio na Porta-Jazz

Espaço Porta-Jazz (Praça da República, 156, Porto) recebe amanhã, 24 de novembro, às 19h, o trio Back to the Land, liderado pelo saxofonista (também clarinetista e pontualmente pianista), compositor e arranjador Ohad Talmor, nome maiúsculo do jazz do nosso tempo, que virá de Nova Iorque acompanhado por dois músicos superlativos: o contrabaixista Chris Tordini e o baterista Eric McPherson.

Neste trio, Ohad Talmor centra o seu repertório na música recém-descoberta de Ornette Coleman. Em 2008, Coleman convidou Lee Konitz (mentor de Talmor) para o seu loft/estúdio de gravação no Harlem, NYC, com o propósito de tocar algumas peças novas. A sessão contou também com a participação do contrabaixista Charlie Haden e do baterista Billy Higgins. O objetivo era eventualmente gravar esse repertório, mas, infelizmente, tal nunca veio a acontecer e tudo o que resta dessa sessão de trabalho são três fitas DAT. Talmor, que é um dos executores do espólio de Konitz, encontrou as fitas no apartamento deste após a sua morte e transcreveu a música, três horas no total. Tanto quanto é do seu conhecimento, e dos poucos músicos que estiveram nas sessões como testemunhas, estas são todas novas composições de Ornette, escritas especialmente para este grupo. O repertório do trio Back to the Land inclui ainda alguns originais menos conhecidos de Dewey Redman, que foi professor de saxofone de Talmor no início dos anos 1990.

Os bilhetes custam 5 euros (3 euros para membros).

Mas já hoje (23) à noite, 21h30, no auditório da FEUP, acontece “Imersão, Improvisação”, concerto que, segundo os organizadores, vai «envolver o público para se falar sobre este tema e experimentar em tempo real a interação com a banda que estará em palco.» A formação será dirigida por Luís Castro e conta com Pedro Neves ao piano, Nuno Campos no contrabaixo e Ricardo Coelho na bateria. O acesso é gratuito (sujeito à lotação da sala), mediante levantamento antecipado de bilhete.

Os Sábados Porta-Jazz dão desta feita (dia 26, 19h) destaque a Dancing With Don, trio multinacional que conta com a vocalista e manipuladora de eletrónicas belga Lynn Cassiers, o contrabaixista italiano Manolo Cabras e o baterista português João Lobo, que acabam de lançar o seu homónimo álbum de estreia, editado pela Robalo (crítica da jazz.pt aqui).

Na Galeria continua patente até final do ano a exposição “Depressa Vai o Tempo Que Depressa Vem”, visitável nos dias de concerto a partir das 18h.

Agenda

26 Novembro

Tiago Sousa

Cossoul - Lisboa

26 Novembro

Lynn Cassiers, Manolo Cabras e João Lobo “Dancing With Don”

Porta-Jazz - Porto

26 Novembro

Clara Lai, Amidea Clotet, João Almeida e João Valinho

Penha sco - Lisboa

26 Novembro

Orquestra de Jazz de Espinho com João Barradas

Teatro Municipal de Bragança - Bragança

26 Novembro

José Lencastre, Ziv Taubenfeld e Felice Furioso

SMUP - Parede

26 Novembro

Júlio Resende

Fábrica Braço de Prata - Lisboa

26 Novembro

Mariana Dionísio, Clara Lacerda e Romeu Tristão

Adega do Museu Rural e do Vinho - Cartaxo

26 Novembro

Practically Married

Hot Clube de Portugal - Lisboa

27 Novembro

Jorge Moniz “Cinematheque”

Cine-Teatro Louletano - Loulé

27 Novembro

Lynn Cassiers / Manolo Cabras / João Lobo “Dancing With Don”

MAAT - Lisboa

Ver mais