, 6 de Julho de 2021

Julho gordo para a Robalo

A Robalo vai ter um mês de Julho particularmente intenso, e tanto ao nível da edição de novos discos como de concertos dos músicos que lhe estão associados, três deles de apresentação dos três álbuns em lançamento. A saber, “Agueda” do vibrafonista Paulo Santo, “Remembrance – The Poetry of Emily Brontë” de Nelson Cascais com Cláudio Alves na voz e “Gingko” de Nazaré Silva. As actuações ao vivo iniciam-se hoje mesmo, 6 de Julho, na Casa do Capitão, em Lisboa. A cantora Sara Serpa (foto acima) apresenta-se em trio com Mark Turner no saxofone tenor e David Virelles ao piano, com projecção de um filme da própria Serpa narrado por Aline Frazão, “Recognition”. Amanhã, na Penha sco, toca o André Murraças Quarteto, com o saxofonista que lhe dá nome a ser acompanhado por João Carreiro na guitarra, Francisco Brito no contrabaixo e Luís Candeias na bateria. No dia 14, também na Penha sco, teremos o duo 293 Diagonal, formado por Daniel Sousa no saxofone alto e Joana Raquel nos vocais.

A 19, inicia-se no Liceu Camões o Festival Robalo Jazz Antena 2 com um solo do pianista José Diogo Martins e o trio de Isaque Ferreira (voz), João Paulo Esteves da Silva (piano) e João Lobo (bateria). No dia 20, vez para Clara Lai (piano) e para os Peachfuzz de João Almeida (trompete), Norberto Lobo (guitarra) e João Pereira (bateria). O dia seguinte abre com o Paulo Santo Quinteto, juntando-se ao vibrafone de Santo o trompete de Luís Cunha,os saxofones alto e soprano de João Mortágua, o contrabaixo de Francisco Brito e a bateria de João Lopes Pereira, e continua com The Selva, o grupo de Ricardo Jacinto (violoncelo), Gonçalo Almeida (contrabaixo) e Nuno Morão (bateria).

No dia 22 de Julho, com o contrabaixista Nelson Cascais e o cantor Cláudio Alves estarão Ricardo Toscano (saxofone alto), Eduardo Cardinho (vibrafone), Óscar Graça (teclados) e João Lopes Pereira (bateria). Com a mudança de palco vem depois o Vessel Trio, com Hery Paz (saxofone tenor), Javier Moreno (contrabaixo) e Marcos Cavaleiro (bateria). A última sessão do festival pertencerá aos Peixe-Boi (João Fragoso no contrabaixo, Miguel Rodrigues na bateria e João Carreiro na guitarra) e ao Nazaré da Silva Quinteto, a voz da líder complementando-se com os saxofones de João Gato e Bernardo Tinoco, o contrabaixo de Zé Almeida e a bateria de Samuel Dias.

O mês de iniciativas Robalo termina a 28 com um regresso à Penha sco para uma prestação da dupla de Adriana Sá (zither e electrónica) e John Klima (um instrumento de cordas inventado pelo próprio). De referir que os concertos do Festival Robalo Jazz serão transmitidos em directo pela Antena 2.