, 2 de Junho de 2021

Julho: Viseu com jazz, e mais

Está anunciado o programa do Que Jazz é Este?, festival que decorrerá em Viseu de 21 a 25 de Julho próximo. Muito variada nas características dos “jazzes” que abarca, e sem receio de arriscar uma saída do âmbito específico deste género musical, a iniciativa abre a 21 com os InnerVille do cantor Gabriel Soares, um projecto que combina o jazz com o hip-hop e a soul, e fecha no dia 25 com os Carapaus Afrobeat, grupo luso-brasileiro que homenageia África e todas as músicas negras que dela emergiram.

Pelo meio, e em vários espaços da cidade (Carmo ‘81, Museu Nacional Grão Vasco, Casa do Miradouro, Pousada de Viseu, Parque Aquilino Ribeiro, Teatro Viriato) tocam os MAU de Miguel Ângelo (21), o Carlos Peninha Quarteto com o seu jazz de fusão (22), o Colectivo Gira Sol Azul com o cantor soul Tony Momrelle como convidado (também a 22), os Golpe! de Gonçalo Marques e João Pereira com Masa Kamaguchi (23), o Edu Miranda Trio com Luanda Cozetti e o seu repertório de chorinhos, sambas, baiões, forrós e maracatus jazzificados (23), Luís Figueiredo em solo de piano (24), o Vessel Trio de Hery Paz, Javier Moreno e Marcos Cavaleiro (24), o guitarrista e cantor Femi Temowo, conhecido sobretudo pelos Soweto Kinch (24), e a Orquestra de Jazz de Espinho com Mário Costa (foto acima) como convidado na bateria (25).

Outros pratos constarão no cardápio do Que Jazz é Este?. Um é o concerto de apresentação dos resultados do 13º Workshop de Jazz de Viseu, conduzido por Miguel Ângelo, Mário Delgado e Mário Costa, os membros do trio MAU (23 de Julho), as emissões da ambulante Rádio Rossio, animada por figuras como Paulo Lopes Costa, Nuno Faleiro Silva, Maria Helena, Amadeu Araújo, Rui Miguel Abreu, Cristóvão Cunha, Isilda Sanches, Catarina Machado, Tozé Novais e Ricardo Ramos (21 a 25), o Jazz na Rua, com combos das escolas de música locais (21 a 25), e o Jazz ao Domicílio, com agrupamentos igualmente escolares a visitarem espaços como o Estabelecimento Prisional do Campo, a Unidade de Psiquiatria do Hospital S. Teotónio, o Internato Vítor Fontes, o Lar Viscondessa de S. Caetano e o Centro de Apoio a Deficientes de Sto. Estevâo (21 a 25). Promete...