, 3 de Maio de 2021

Robalo estreia concertos na Penha sco em Maio

Fundada por Gonçalo Marques e Demian Cabaud, a editora discográfica Robalo acaba de anunciar uma parceria com a cooperativa cultural Penha sco, agora com uma nova direcção e um novo rumo, que se traduzirá na produção conjunta de uma série de concertos com músicos do seu catálogo. São seis os concertos marcados já para Maio, sempre com início às 19h30, na Penha de França, em Lisboa.

A 5, tocam os Triplo Salto Mortal, trio constituído pelo guitarrista João Carreiro e pelo pianista Samuel Gapp com João Ghira Zinho a cuidar das projecções. No dia 12 de Maio será a vez do Nazaré Silva Quinteto, com o líder na voz acompanhado por João Grato (saxofone alto), Bernardo Tinoco (saxofone tenor), José Almeida (contrabaixo) e Samuel Dias (bateria). A 19, apresentam-se os Zarabatana (foto em cima) de Yaw Tembe (trompete), Norberto Lobo (guitarra), Bernardo Álvares (contrabaixo) e Carlos Godinho (bateria). No dia 26, os Golpe! de Gonçalo Marques no trompete e João Pereira na bateria convidam o contrabaixista Masa Kamagushi.

Em Junho, a mesma Robalo inicia uma programação na também lisboeta galeria MONO, prevendo-se a realização de um par de actuações ao vivo por cada mês, mas também palestras, “masterclasses” e oficinas. A reabertura dos espaços públicos traz, portanto, boas novidades para quem gosta de jazz.