, 30 de Setembro de 2020

Vem aí um Seixal Jazz de máscara

E aí está mais um festival com programação inteiramente nacional, devido ao contexto pandémico em que vivemos: o Seixal Jazz anuncia a sua 21ª edição para os dias compreendidos entre 15 e 24 de Outubro, sempre no Forum do Seixal e sempre às 22h00. A abertura faz-se, dia 15, com o Sexteto de Jazz de Lisboa, reunindo os contributos de Mário Laginha, Francisco Brito, Mário Barreiros, Edgar Caramelo, Ricardo Toscano e Tomás Pimentel (foto acima de Miguel Estima). No dia seguinte, o André Rosinha Trio apresenta o repertório do álbum “Árvore” e, a 17, será a vez dos TGB de Sérgio Carolino, Mário Delgado e Alexandre Frazão.

O segundo fim-de-semana do festival arranca a 21 com o trio de instrumentação invulgar (harpa, piano e contrabaixo) no jazz que se deu a conhecer com “This Was What Will Be”, o de Eduardo Raon, Luís Figueiredo e João Hasselberg. Na noite seguinte poderemos ouvir o projecto LAB, co-liderado por Ricardo Pinheiro e Miguel Amado, com prestações de outros dois músicos, Tomás Marques e Diogo Alexandre. Para o dia 23 de Outubro está marcado o quinteto de Isabel Rato, com a pianista seixalense a fazer-se acompanhar por João David Almeida, João Capinha, João Custódio e Alexandre Alves. O fecho vem a 24 com o Eduardo Cardinho Quarteto, integrado por João Barradas, André Rosinha e Bruno Pedroso. Tal como nos eventos anteriores do género, haverá lotação máxima predefinida do espaço, distanciamento entre cadeiras, uso obrigatório de máscara e assistentes de sala a controlar entradas e saídas.