, 8 de Julho de 2020

Amado, Pais Filipe e Salvi: do Planetário do Porto para o mundo

Têm sido muitos os concertos em “streaming” ao longo destes meses de pandemia. Regra geral com más condições técnicas e não garantindo um justo pagamento aos artistas, com a perpetuação da ideia – instalada muito por culpa dos festivais “à borla” organizados pelas autarquias – de que a cultura é gratuita e os músicos não têm de pagar contas tal como todos os demais trabalhadores. Aquele que agora anunciamos é algo diferente: vai ser difundido no próximo sábado, 11 de Julho (18h30), a partir do Planetário do Porto (caodanado.bol.pt/live). Mesmo não estando lá, essa circunstância garante um efeito visual particular. E acontece que o mesmo “live streaming” traz-nos um grupo feito da matéria dos sonhos, nem menos do que a associação de Rodrigo Amado (saxofone tenor) a João Pais Filipe (bateria, percussão) e Angélica V. Salvi (harpa). Agora que os concertos ao vivo vão regressando a pouco e pouco, este realizado à distância fecha da melhor maneira um período que não será de boa memória…