, 17 de Junho de 2020

OJM lança nova editora e disco com música de George Russell

A Orquestra Jazz de Matosinhos já tem a sua própria editora, de nome CARA (iniciais de Centro de Alto Rendimento Artístico), e a estreia fez-se agora com o álbum “Jazz in the Space Age”, gravado ao vivo na Casa da Música, Porto, a 30 de Novembro do ano passado. Não havendo partituras da obra seminal de George Russell (foto acima) que neste disco é interpretada pela OJM, com o acrescento de João Paulo Esteves da Silva ao piano, foi Telmo Marques quem se encarregou das transcrições.  Russell foi o responsável pela primeira grande teoria musical do jazz, o Lydian Chromatic Concept of Tonal Organization, aplicado na composição agora pegada pela orquestra dirigida por Pedro Guedes e Carlos Azevedo. Não fora George Russell e não teria existido a corrente modal do jazz e obras-primas como “Kind of Blue” de Miles Davis e “The Shape of Jazz to Come” de Ornette Coleman. Seguindo as premissas do compositor e arranjador norte-americano, no CD da OJM é por vezes difícil perceber onde termina a leitura das pautas e começa a improvisação, ou vice-versa. Uma edição que, com certeza, vai dar que falar…