, 5 de Julho de 2019

Festival Robalo amplia-se para o Porto

A realizar entre os dias 10 e 19 de Julho, o festival da editora discográfica Robalo tem este ano vários palcos lisboetas e uma expansão para o Porto. De 10 a 14 acontece a primeira série em vários bares da capital. O Alô Alô receberá as Echo ochE (designadamente as cantoras Inês Pereira, Sofia Sá e Joana Raquel) e o duo de sopros formado por João Almeida (trompete) e Albert Cirera (saxofones tenor e soprano) a 10, os Golpe! (projecto do trompetista Gonçalo Marques e do baterista João Lopes Pereira) com Masa Kamaguchi e o seu contrabaixo a 13 e a dupla de André Matos (guitarra) e Demian Cabaud (contrabaixo) a 14. No Café Dias apresentar-se-ão a 11 o saxofonista Bernardo Tinoco e o contrabaixista João Fragoso, a eles se seguindo Pedro Branco na guitarra e Simão Simões na electrónica. A 12, os já referidos Golpe! tocam com o pianista Jacob Sacks no Resistência.

O programa para o Liceu Camões cobre os dias 15, 16 e 17. No primeiro destes actuam os João de João Grilo (piano), João Hasselberg (contrabaixo) e João Sousa (bateria), o septeto Uniforme (os repetentes Inês Pereira, João Almeida, Bernardo Tinoco e João Fragoso com Filipe Dias na guitarra, Miguel Meirinhos ao piano e João Cardita na bateria) e o contrabaixista André Rosinha em trio com João Paulo Esteves da Silva no piano e João Lopes Pereira. A 16 as sessões iniciam-se com um solo de Jacob Sacks, prosseguindo com os Tripeiros (o saxofonista alto João Pedro Brandão e o trombonista Hugo Caldeira com Miguel Meirinhos, Demian Cabaud e João Cardita) e com a formação do baterista João Lencastre que gravou “Parallel Realities” – Cirera, Branco e Hasselberg voltam ao palco, estreia-se no Festival Robalo o pianista Rodrigo Pinheiro. Finalmente, a 17, apresentam-se os MA de Leonor Arnaut (voz) e João Carreiro (guitarra) com João Fragoso e João Lopes Pereira, prosseguindo a música com o André Santos Trio, ao lado do guitarrista estando Francisco Brito no contrabaixo e Marco Franco na bateria. O dia termina com o Quarteto de Gonçalo Marques (foto acima), completado por Jacob Sacks, Masa Kamaguchi e o baterista Jeff Williams.

No Porto os concertos realizar-se-ão na Sala Porta-Jazz a 18 e 19 de Julho. O duo de Leonor Arnaut e João Carreira começa a função no dia 18, sucedendo-se um solo de André Matos e mais um concerto dos Uniforme. A 19 estão agendados o Fragoso Quinteto (João Fragoso, João Almeida, Albert Cirera e João Carreiro com o baterista Miguel Rodrigues), o Quarteto de Gonçalo Marques e os Tripeiros.