, 23 de Outubro de 2018

E agora… inéditos de Dexter Gordon e Woody Shaw

Depois dos anúncios de edições inéditas de John Coltrane e Eric Dolphy, os holofotes estão agora virados para Dexter Gordon (foto acima) e Woody Shaw, marcando o ano de 2018 como aquele em que as etiquetas de jazz estão votadas em lançar discos com gravações inéditas das figuras históricas deste género musical. Neste caso, trata-se de material registado ao vivo, sem grande qualidade sonora e nada acrescentando de substancial ao que ouvimos de ambos os músicos, mas servindo o apetite dos completistas. Desta vez, a iniciativa coube à Element, responsável pela disponibilização dos álbuns “Tokyo 1975” e “Espace Cardin 1977” de Gordon e por “Tokyo ‘81” e “Live in Bremen 1983” de Shaw.

São dois os grupos de Dexter Gordon nos títulos em causa. No concerto de Tóquio o saxofonista é acompanhado por Kenny Drew (piano), Niels-Henning Orsted Pedersen (contrabaixo) e Albert “Tootie” Heath (bateria). No de Paris ouvimo-lo com o pianista Al Haig, o contrabaixista Pierre Michelot e o baterista Kenny Clarke. Nos discos de Woody Shaw estão Mulgrew Miller (piano), Stafford James (contrabaixo), Tony Reedus (bateria) e, apenas no concerto japonês, também o trombonista Steve Turre. De salientar que “Espace Cardin 1977” surge com a mais-valia de ser o único documento que ficou da colaboração de Haig com Gordon.