, 5 de Junho de 2018

Gnration traz The Bad Plus e Peter Evans em Julho

Está anunciada a edição de 2018 do Julho é de Jazz, ciclo com quatro concertos em três dias, de 12 a 14 de Julho, no Gnration de Braga. The Bad Plus com o novo pianista Orrin Evans (12, foto acima), e os Pulverize the Sound de Peter Evans (13) são os participantes internacionais, com as contribuições portuguesas a recaírem sobre Bruno Pernadas em quarteto e o The Rite of Trio, ambos agendados para 14. Evans orientará ainda uma “masterclass” na tarde de dia 14, focalizada na «importância da improvisação como método de composição», e o evento incluirá ainda uma instalação interactiva de Rui Dias, “My Jazz Band”, que permitirá ao público «tocar como uma banda virtual de jazz, utilizando uma interface gráfica num ecrã multitoque».

Conhecidos por integrar elementos experimentais e da pop num jazz virado para o século XXI, os The Bad Plus vão apresentar em Portugal o seu mais recente álbum, “Never Stop II”, o primeiro sem a intervenção do pianista Ethan Iverson. Nos Pulverize the Sound é o rock, muito em particular, que se faz sentir, com o antigo trompetista dos Mostly Other People Do the Killing a fazer-se acompanhar pelo baixista Tim Dahl, do grupo de noise Child Abuse e dos Retrovirus de Lydia Lunch, e pelo baterista Mike Pride, membro de formações como From Bacteria to Boys e Millions of Dead Cops.

O que o guitarrista Bruno Pernadas fizer com o seu quarteto, completado por Francisco Andrade (saxofones), Francisco Brito (contrabaixo) e Luís Candeias (bateria), terá um semelhante tipo de amplitude estilística, com aspectos do jazz mais aberto e melodias “folky”, na linha de “Worst Summer Ever”. Semelhantes características tem o The Rite of Trio de André Bastos Silva (guitarra), Filipe Louro (contrabaixo) e Pedro Melo Alves (bateria), mas combinando jazz e metal em abordagens do mais alucinante “zapping”, mistura que os próprios designam por jambacore.