Monster’s Lullaby

Trisonte: “Monster’s Lullaby” (Sintoma Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Sintoma Records

O próprio nome deste trio prefigura o que se vai ouvir: música pesada. Uma música que parte do jazz e a ele regressa, mas que pelo caminho absorve os contributos do rock e, até, da chamada “club music” – o que se verifica, uma vez ou outra, pela incorporação de ...

Ler mais

Elogio da Desordem

Joana Sá: “Elogio da Desordem” (Shhpuma) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Shhpuma

A música de Joana Sá tem sido classificada de imprevisível. Nesta sua nova edição – a segunda na Shhpuma, uma subsidiária da editora de jazz Clean Feed – Joana mantém essa imprevisibilidade. No centro de tudo está o piano, sim. Mas não é um piano qualquer. É um piano oriundo ...

Ler mais

Less Is Less - Music for Flying and Pendulating Speakers

Lucio Capece: “Less Is Less - Music for Flying and Pendulating Speakers” (Intonema) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Intonema

O mais recente disco de Lucio Capece apresenta dois temas gravados ao vivo na catedral de Berna. Em ambos, o músico argentino preparou antecipadamente o background musical que condiciona as suas improvisações no sax soprano e num sintetizador analógico, respectivamente.

No primeiro registo, Capece teve em conta o som da ...

Ler mais

Hoquet

Meridian: “Hoquet” (Accidie Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Accidie Records

Este é o disco de estreia do grupo Meridian, formado por três percussionistas norte-americanos, Nick Hennies, Greg Stuart e Tim Feeney. Os dois primeiros, para além de prosseguirem com sólidas carreiras como improvisadores, têm-se notabilizado na execução de peças de compositores contemporâneos, como Alvin Lucier, Jürg Frey, Michael Pisaro e ...

Ler mais

Caixa de Música

Bruno Santos: “Caixa de Música” (Ed. de autor / Fundação GDA) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Ed. de autor/Fundação GDA

Até 2013, a discografia em nome próprio de Bruno Santos era relativamente escassa. Porém, neste ano, o guitarrista madeirense vê editados, com diferença de poucos meses, dois discos que consolidam a sua posição entre os mais relevantes guitarristas de jazz nacionais. Um primeiro com o seu Ensemble (decateto) e agora ...

Ler mais

Shadow Man

Tim Berne’s Snakeoil: “Shadow Man” (ECM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / ECM

Na sua segunda edição pela ECM, os Snakeoil de Tim Berne não repetem a produção de Manfred Eicher, o homem que definiu a muito particular sonoridade da editora – é o próprio saxofonista que toma essa responsabilidade em parceria com um músico da casa, David Torn. O típico tratamento ECM ...

Ler mais

Rebento

Red Trio: “Rebento” (NoBusiness) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / NoBusiness Records

Dos três discos que tinha editados, só o debutante nos mostrou o Red Trio enquanto tal, um trio. Os outros tiveram um quarto elemento como convidado, primeiro John Butcher e depois Nate Wooley. Também nos palcos era habitual que o projecto se apresentasse não tal como nasceu, mas em versão ...

Ler mais

Pictures of Men

Patrick Farmer / David Lacey: “Pictures of Men” (Copy for Your Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Copy for Your Records

“Pictures of Men” regista a primeira colaboração em estúdio de dois dos mais interessantes improvisadores britânicos da actualidade. Embora nunca antes tivessem gravado juntos, os dois músicos tiveram um processo análogo na abordagem aos instrumentos que utilizam. Ambos começaram por tocar percussão e depois electrónica, manipulando objectos e microfones, e ...

Ler mais

None of Them Would Remember it That Way

Chris Abrahams / Lucio Capece: “None of Them Would Remember it That Way” (Mikroton) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Mikroton

Desde 2009, ano em que gravou com a harpista Claire Cooper, que Chris Abrahams, o teclista do grupo australiano The Necks, tem vindo a colaborar com improvisadores de gerações mais jovens. As gravações que efectuou, entretanto editadas, têm-se revelado bastante surpreendentes, se tivermos em conta a produção musical realizada enquanto ...

Ler mais

L. A. New Mainstream

L.A. New Mainstream: “L.A. New Mainstream” (Sintoma Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Sintoma Records

Desde que aportou em terras lusas no início deste milénio, Lars Arens tem vindo a cimentar a sua posição no meio jazzístico nacional. Originário da cidade de Münster, na Alemanha, licenciou-se em Amesterdão e um dia disse adeus ao país das túlipas, estabelecendo-se em Portugal. Desde então, tem desenvolvido a ...

Ler mais

Próxima Estação

Diogo Vida: “Próxima Estação” (Sintoma Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Sintoma Records

Em 2011, Diogo Vida deu nas vistas com um disco de estreia muito recomendável. Dois anos após “Alegria”, em quarteto, o pianista reduz o efetivo para trio e não se limita a confirmar os predicados nele atestados, antes amplia-os, consolidando a sua posição, por direito próprio, na primeira linha do ...

Ler mais

Big Bold Back Bone: “Clouds Clues” (Wide Ear Records) (Curtas)

Curtas

Saber que os músicos suíços deste quarteto, o trompetista Marco von Orelli e o baterista Sheldon Suter, são figuras exponenciais da cena improvisacional do seu país, tocando com nomes de primeiro plano como Frances Marie-Uitti e Urs Leimgruber, e que o lado português é representado pelos muito dinâmicos, e cada ...

Ler mais

Cérebro: Estado Zero

Desidério Lázaro: “Cérebro: Estado Zero” (Sintoma Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Sintoma Records

Quando, em 2010, o saxofonista Desidério Lázaro se deu a conhecer discograficamente, surpreendeu muita gente. De facto, com “Rotina Impermanente” (JACC Records) lançou, em trio – com Mário Franco no contrabaixo e Luís Candeias na bateria – as bases de uma abordagem pessoal feita a partir do processamento de influências ...

Ler mais

Dance Around In Your Bones

Michael Jaeger Kerouac: “Dance Around in Your Bones” (Intakt) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Intakt

A primeira boa impressão dada por este disco é a boa sonoridade do grupo. Jaeger tem um grande som no clarinete e no sax tenor e o resto do quarteto instala as composições do líder com enorme coesão e qualidade. Usando uma linguagem clássica, tonal, que parte das melodias para ...

Ler mais

Fresh Juice

Objects Trouvés: “Fresh Juice” (Intakt) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Intakt

O quarteto de sax, piano, baixo eléctrico e bateria começa timidamente. Uns sons apagados, propedêuticos, afirmam a presença dos músicos na sala (o disco capta um concerto em Zurique). A música organizada surge mais tarde, com composições de Gabriela Friedl que servem de bengalas organizativas: ajudam a criar pontes para ...

Ler mais

Sit In) The Throne of Friendship

Nate Wooley Sextet: “(Sit In) The Throne of Friendship” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

O vibrafone e o trompete parecem ter sido feitos para tocarem juntos e só essa união condenava este disco a ser belo. A instrumentação escolhida por Wooley, com clarinete baixo e tuba a somarem-se ao trompete e a secção rítmica de bateria e contrabaixo apurada com o vibrafone garante desde ...

Ler mais

Song Form

Ricardo Pinheiro: “Song Form” (TOAP/OJM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / TOAP / OJM

O país jazzístico tem-se revelado – em especial na última década e meia – particularmente pródigo em guitarristas de estirpe. Conhecido sobretudo na esfera académica como pedagogo, musicólogo e investigador, Ricardo Pinheiro tem acabado por secundarizar, por via de toda esta atividade multidimensional, aquilo que inegavelmente também é: um instrumentista ...

Ler mais

Do Brasil para o mundo

Alberto Conde Atlantic Trio & Carmen Durán

Do Brasil para o mundo (Destaques)

Destaques / Karonte

Sai para os escaparates no início de Outubro o novo grande projecto do pianista e compositor galego, “Villa-Lobos: A New Way”. Exacto: Villa-Lobos em formato de jazz com canto lírico e percussão indo-magrebina, no integral respeito das partituras originais do brasileiro. Mas não do conceito que estava por detrás das Bachianas e dos Choros – em vez de nacionalismo musical, o que encontramos é um libelo universalista.

Ler mais

Os Acheiropyta da Noruega

1982

Os Acheiropyta da Noruega (Destaques)

Destaques / Hubro

Há uma banda do Norte da Europa a que importa dar toda a atenção, pois encaixa com a velha ideia grega de uma construção natural surgida por intervenção divina. Estes são os dois discos mais recentes que editou, tocando apenas com mãos e madeiras…

Ler mais

A Hundred Silent Ways

Filipe Raposo: “A Hundred Silent Ways” (Fundação GDA / AMG Music) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Fundação GDA / AMG Music

Após anos a emprestar o seu talento a algumas das figuras mais relevantes da música portuguesa – José Mário Branco, Fausto Bordalo Dias, Sérgio Godinho, Vitorino, para só nomear algumas –, Filipe Raposo lançou em 2011 o primeiro disco com a sua assinatura, o muito recomendável “First Falls”.

Em trio, ...

Ler mais