Seven Storey Mountain III & IV

Nate Wooley: “Seven Storey Mountain III & IV” (Pleasure of the Text) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Pleasure of the Text

Sendo um dos mais urgentes trompetistas do nosso tempo, Nate Wooley tem desenvolvido um trabalho cada vez mais vasto. Através da “label” portuguesa Clean Feed editou a facção do seu trabalho em que a ligação ao jazz está mais presente, com composições estruturadas, muito especialmente com os seus quarteto, quinteto ...

Ler mais

39 Steps

John Abercrombie Quartet: “39 Steps” (ECM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / ECM

A revisão que Abercrombie fez ao seu quarteto, adicionando o piano de Marc Copland, leva novamente a sua música para os mais altos patamares de qualidade. O guitarrista tem tocado regularmente com a bateria de Joey Baron e com o contrabaixo de Drew Gress, mas tem preferido instrumentos solistas como ...

Ler mais

Trios

Carla Bley / Andy Sheppard / Steve Swallow: “Trios” (ECM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / ECM

Reconhecida, sobretudo, pelo trabalho de composição e direcção de grandes “ensembles”, Carla Bley tem também desenvolvido, ao longo do seu grandioso percurso, outra actividade em menor escala, com pequenas formações. A sua parceria com o baixista Steve Swallow já leva várias décadas, estendendo-se do nível pessoal ao musical. A dupla ...

Ler mais

At the Gaslight Square

Shirley Horn: “At the Gaslight Square” (Solar Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Solar Records

Reconhecida pelo seu talento na interpretação de baladas, a cantora e pianista Shirley Horn (1934-2005) teve o momento de maior popularidade a partir de meados da década de 1980, tendo vivido um período de especial fulgor criativo durante a década de '90. Foi, contudo, no início dos anos '60 que ...

Ler mais

Tone Hunting

Kaluza / Majewski / Mazur / Suchar: “Tone Hunting” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

Este álbum resulta do encontro da saxofonista alemã Anna Kaluza com os polacos Artur Majewski, Rafal Mazur e Kuba Suchar. Embora alguns destes nomes possam ainda não ser conhecidos do grande público do jazz, os mais atentos têm posto os olhos e ouvidos naquilo que se está a passar na ...

Ler mais

António Pinho Vargas & Drumming GP: “Step by Step” (JACC Records) (Curtas)

Curtas

Sem ser um disco de jazz, este registo que reúne peças do pianista, e agora compositor de música contemporânea, António Pinho Vargas evidencia perspectivas que só poderiam vir da mente de quem já se dedicou a essa outra música. Não sem uma boa dose de surpresa, pois o Pinho Vargas ...

Ler mais

Cordas e electricidade

Shhpuma

Cordas e electricidade (Destaques)

Destaques / Shhpuma

A editora filha da Clean Feed tem mais dois títulos de músicos portugueses desalinhados com as tendências instaladas. A harpa de Eduardo Raon e a cítara, o dobro e o baixo dos Timespine fecham o ano da melhor maneira…

Ler mais

The Lives of Many Others

Kaja Draksler: “The Lives of Many Others” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

O nome de Kaja Draksler poderá ainda soar estranho para a maior parte dos apreciadores portugueses de jazz, mas a pianista já conseguiu estabelecer alguns laços com o nosso país. Gravou para a Clean Feed, actuou na Culturgest (no ciclo "Isto é jazz?"), em Lisboa, e trabalha em duo com a ...

Ler mais

Três motivos para voltar à ...

Discos de vinil

Três motivos para voltar à agulha (Destaques)

Destaques / Signs of the Silhouette

Cada vez mais edições exclusivamente em formato LP vão vendo a luz do dia, e em Portugal como lá fora: foi o que fizeram Signs of the Silhouette, SSS-Q e Eitr, três projectos nacionais de muita qualidade que quiseram aproveitar o som quente e vivo da tecnologia analógica.

Ler mais

Floodstage

John Hébert Trio: “Floodstage” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

John Hébert é um dos contrabaixistas mais apreciados da actualidade, tocando regularmente em muitos projectos liderados por alguns dos músicos mais excitantes da sua geração, como Peter Evans, Mary Halvorson, Taylor Ho Bynum e Ingrid Laubrock. Alia o respeito pelos gigantes do passado ao conhecimento dos novos caminhos do jazz, ...

Ler mais

Ponto de Partida

André Santos: “Ponto de Partida” (TOAP / OJM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / TOAP / OJM

Na última década e meia o país jazzístico tem sido incomparavelmente mais fértil a gerar guitarristas do que qualquer outro tipo de instrumentistas. Apenas considerando os domínios do jazz, temos virtualmente guitarristas a cobrir todos os seus recantos estéticos. Em particular, a lista de músicos que prosseguem vias mais ligadas ...

Ler mais

Memória de Amiba

André Carvalho: “Memória de Amiba” (TOAP / OJM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / TOAP / OJM

Em meados de 2011 surgiram na imprensa norte-americana inquietantes notícias dando conta de casos de infeção por uma amiba rara que tem o nariz como porta de entrada no organismo humano e que devora as mucosas nasais, prosseguindo os estragos em direção ao cérebro. As vítimas – geralmente residentes junto ...

Ler mais

Every Thing Thing

Jamie Drouin / Olaf Hochherz: “Every Thing Thing” (Infrequency Editions) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Infrequency Editions

Por vezes esquecemo-nos que as palavras que utilizamos para falar de um disco acabam por ser redundantes ou insuficientes, quando não desadequadas. “Every Thing Thing” de Jamie Drouin e Olaf Hochherz relembra-nos isso a cada momento da sua escuta. Esta tem de ser atenta e paciente se não queremos perder ...

Ler mais

Remoto

Klaus Filip / Dafne Vicente-Sandoval: “Remoto” (Potlatch) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Potlatch

“Remoto” é o mais recente álbum da editora francesa Potlatch e junta dois improvisadores com “backgrounds” bem diferentes. Klaus Filip vem desenvolvendo diversas colaborações na área electroacústica da improvisação reducionista e Dafne Vicente-Sandoval é uma fagotista com actividade na área da música contemporânea. Neste sua segunda incursão discográfica pela música ...

Ler mais

Signs

Erika Dagnino Quartet: “Signs” (SLAM) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / SLAM

A palavra – não necessariamente cantada – está presente na história do jazz desde os seus alvores. Ou, porventura mesmo, até antes de se poder falar em jazz, quando os contadores de histórias afro-americanos combinavam a palavra dita com ritmos diversos e variações de entoação vocal imitando sons de animais ...

Ler mais

September

The Claudia Quintet: “September” (Cuneiform Records) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Cuneiform

Desde o homónimo disco de estreia do Claudia Quintet que sabemos que o dia da semana favorito do seu líder – o baterista/percussionista e compositor John Hollenbeck – é a quinta feira. Pelo tributo que lhe presta no título do novo disco ficamos agora a saber que o mês da ...

Ler mais

Lucky Prime

Pascal Niggenkemper Vision7: “Lucky Prime” (Clean Feed) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Clean Feed

Pascal Niggenkemper reúne neste primeiro álbum em septeto o experiente Frank Gratkowski, o cada vez mais presente Christian Lillinger e um conjunto de jovens improvisadores, ainda ilustres desconhecidos do público em geral: Emilie Lesbros, Eve Risser, Fratz Loriot e Els Vandeweyer. Provenientes de França, Alemanha e Bélgica, estes músicos sob ...

Ler mais

Cloudseed

Splatter & Rafal Mazur: “Cloudseed” (Citystream) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Citystream

Sementes de nuvens serão apenas pretextos algo improváveis para discorrer sobre uma matéria tão frágil e ao mesmo tempo tão aprazível como o novíssimo disco dos Splatter, um quarteto londrino encabeçado pelos sopradores Noel Taylor e Anna Kaluza. Neste trabalho, intitulado “Cloudseed”, a secção rítmica original da banda foi trocada ...

Ler mais

Passing Through the Wall

Zevious: “Passing Through the Wall” (Cuneiform) (Críticas Soltas)

Críticas Soltas / Cuneiform

Por muito que isso tire o sono aos puristas mais empedernidos, o facto é que desde meados do sexto decénio do século passado (ou até antes, se pensarmos, por exemplo, na “third stream”) que está em curso um processo de esbatimento de fronteiras entre o jazz e outros géneros musicais, ...

Ler mais

Música gestual

Ernesto Rodrigues

Música gestual (Destaques)

Destaques / Creative Sources

O gesto tem cada vez maior importância na música do violetista português, e é por essa via que a sua improvisação reducionista está mais próxima dos conceitos aplicados na chamada noise music. Pois oiçamos os seus nove discos mais recentes…

Ler mais