João Pedro Viegas / Guy-Frank Pellerin / Silvia Corda / Adriano Orrú: “For Massas” (Pan y Rosas)

Rui Eduardo Paes

Registo ao vivo de um concerto na galeria de arte da Ler Devagar na Lx Factory, este que aqui fica documentado terá sido o último a que assistiu um fã muito especial do jazz e da música improvisada, presença frequente em concertos e festivais e amigo dos músicos da cena de Lisboa: Paulo Albano, mais conhecido como Massas. A actuação foi proporcionada pelas presenças do saxofonista francês Guy-Frank Pellerin e dos italianos Silvia Corda (piano) e Adriano Orrú (contrabaixo) em Portugal para participarem na edição de 2015 do MIA – Encontro de Música Improvisada de Atouguia da Baleia. Dois dias depois, aquando de uma actuação da Rive Gauche Mid Range Orchestra, reunindo sob a direcção de João Pedro Viegas (aqui exclusivamente em clarinete baixo) músicos de vários países que tinham estado no MIA, chegou à Malaposta, local onde o evento decorreu, a notícia de que o Massas havia falecido umas horas antes, para consternação de quem o conhecia na “big band”.

As improvisações dessa noite foram-lhe dedicadas e o mesmo acontece com este disco agora publicado. A terceira pequena faixa é constituída, de resto, pela sua voz: «Já acabou? Queremos mais música.» O título é “Massas diz: Mais Música!”. E assim se verifica, sempre tirando partido da particular ressonância do espaço em causa, feita de espaços e silêncios e optando por uma abordagem camerística com alusões clássicas e vínculos jazzísticos. O que quer dizer que uma elegância para-composicional, estruturante, se liga intimamente ao “momentum” que caracteriza a improvisação. A presente edição vem dizer, a quem acusa este tipo de abordagem de «ser divertido para quem toca, mas incapaz de comunicar com o público», que os seus praticantes a criam precisamente para ser ouvida, encontrando a sua razão de ser na plateia que o Massas tão magnificamente representou com as suas ruidosas reacções.