, 8 de Maio de 2017

Funchal Jazz traz grandes à Madeira

Está anunciado o cartaz da edição de 2017 do Funchal Jazz, a realizar de 13 a 15 de Julho, como habitualmente, no funchalense Parque de Santa Catarina. A abertura faz-se a 13 com o projecto Directions do acordeonista João Barradas, com as contribuições de Greg Osby (saxofone alto), João Paulo Esteves da Silva (piano), André Fernandes (guitarra), André Rosinha (contrabaixo) e Bruno Pedroso (bateria). Segue-se na mesma noite o Saxophone Summit, com Osby a juntar-se ao supergrupo constituído por Dave Liebman (saxofones soprano e tenor), Joe Lovano (saxofone tenor), Phil Markowitz (piano), Cecil McBee (contrabaixo) e Billy Hart (bateria).

Na noite seguinte outra “double bill” de peso. Primeiro o Rudy Roston Orion Trio, com o líder baterista bem acompanhado por Jon Irabagon nos saxofones tenor e soprano e Yasushi Nakamura no contrabaixo. Depois do intervalo, vez para a “brasileira” Caipi Band do guitarrista Kurt Rosenwinkel, com Pedro Martins (guitarra, teclados, voz), Olivia Trummer (teclados, voz), Frederico Heliodoro (baixo eléctrico, voz), Bill Cambell (bateria) e António Loureiro (percussão, voz).

O fecho no dia 15 faz-se com o Bill Frisell Trio, formado pelo mestre guitarrista com Tony Scherr no baixo eléctrico e Kenny Wollesen na bateria. O palco será depois ocupado com uma lenda viva do jazz, Charles Lloyd (foto), tocando os seus habituais sax tenor e flauta, mais Gerard Clayton no piano, Reuben Rogers no contrabaixo e Eric Harland na bateria. As “after-hours” no Scat serão garantidas pelo Alexandre Coelho Quarteto, formado pelo baterista com João Mortágua (saxofones alto e soprano), Gonçalo Moreira (piano) e João Cação (contrabaixo). A programação é de Paulo Barbosa, incansável divulgador do jazz na Madeira e antigo colaborador da jazz.pt.