, 5 de Maio de 2017

Lokomotiv e João Barradas vão ao sexto Quebrajazz

A decorrer, como habitualmente, nas escadas do Quebra Costas, em Coimbra, a edição de 2017 (a sexta) do Quebrajazz.Fest já tem o programa divulgado, com concertos a acontecerem de finais de Junho a inícios de Setembro sempre a partir das 22h30. A abertura faz-se nos dias 23 e 24 de Junho com o 5teto, formação constituída por Pedro Moreira e João Mortágua nos saxofones, Sérgio Rodrigues no piano, Bernardo Moreira no contrabaixo e Paulo Barbosa na bateria.

Nos dias 30 de Junho e 1 de Julho, vez para os Lokomotiv do contrabaixista Carlos Barretto (foto) com Mário Delgado na guitarra e Alexandre Frazão na bateria. Nas noites de 7 e 8 de Julho actua o Gonçalo Leonardo Quarteto, com o líder em contrabaixo, André Matos na guitarra, Yago Vasquez no piano e Tommy Crane na bateria. A 14 e 15 de Julho, Marta Hugon leva o seu projecto Bittersweet até Coimbra, com a cantora a ser acompanhada por Mário Delgado, Óscar Marcelino da Graça (piano), Nelson Cascais (contrabaixo) e André Sousa Machado (bateria).

Os dias 21 e 22 de Julho serão protagonizados pelo CBF Trio, com Pedro Caeiro no órgão Hammond, André Fernandes na guitarra e Paula Bandeira na bateria. O Quinteto Luís Cunha está agendado para 28 e 29 de Julho, com o próprio em trompete, Nuno Costa em guitarra, Óscar Marcelino da Graça em piano, André Rosinha no contrabaixo e André Sousa Machado na bateria. Depois, a 4 e 5 de Agosto, teremos os Ogre de Maria João em versão trio, com a voz da dita na companhia do Fender Rhodes de João Farinha e da electrónica de André Nascimento. Seguem-se, a 11 e 12 do mesmo mês, os novos Amplectors de André Fernandes, com o três vezes repetente Óscar da Graça, Nelson Cascais e o baterista Lopes Pereira.

A 18 e 19 de Agosto é o Círculo de Rita Maria que se apresenta, com o pianista Luís Figueiredo e o contrabaixista Mário Franco a juntarem-se à vocalista. O trio de João Barradas (acordeão), André Rosinha e Bruno Pedroso (bateria) sobe ao palco a 23 e 24 de Agosto. O fecho assinala-se a 1 e 2 de Setembro com o Quebra Ensemble, uma “big band” que juntará muitos dos músicos que antes passarão pelo Quebra Costas para a interpretação tanto de “standards” quanto de temas originais.