, 10 de Novembro de 2016

Jazz português vai a Berlim

Foi com o novo projecto de Pedro Branco e João Hasselberg, com as  participações de Elina Silova, Luís Figueiredo e João Lencastre, que no passado dia 6 de Novembro se apresentou, em Berlim, aquela que vai ser a primeira Mostra Internacional de Músicos Portugueses. Esta realizar-se-á de 23 a 26 de Março do próximo ano na mesma cidade alemã, numa iniciativa da Jazz’aqui, associação que tem como propósito a internacionalização do jazz nacional. O concerto teve lugar no Kunstfabrik Scholt, que será também o cenário do pequeno festival, e teve sala cheia. Entre o público contava-se o embaixador de Portugal na Alemanha.

Previstos para a Mostra estão já um grupo liderado pelo baterista Marco Santos (foto acima de Sasa Huzjak) e os Slow is Possible, estando nos planos da organização que as primeiras partes dos concertos sejam reservadas a solos. Para um dos dias está marcada igualmente uma conferência sobre o jazz que se pratica em Portugal, com as intervenções do pianista e docente Luís Figueiredo, do editor (Clean Feed) e programador Pedro Costa e do ensaísta, crítico de música e programador Rui Eduardo Paes.

Inédito, o evento tem os apoios da Embaixada de Portugal em Berlim, do Instituto Camões, do Art Institut NY, da Caixa Geral de Depósitos, do Pestana Berlin Teagarten e da Fundação Calouste Gulbenkian.