, 31 de Agosto de 2016

Setembro improvisado no Salão Brazil

O Salão Brazil, em Coimbra, vai ter um mês de Setembro bem preenchido de concertos nas áreas do jazz e da música improvisada. E tudo começa no próximo domingo, dia 4, com uma sessão bem especial: uma tripla de actuações a partir das 17h00 em que tocam os noruegueses Momentum (com Jorgen Mathisen, Christian Meaas Svendsen e Andreas Wildhagen respectivamente em saxofone, contrabaixo e bateria), seguidos pela dupla franco-japonesa constituída pelo violoncelista Hugues Vincent e pela saxofonista e clarinetista Kumi Iwase e, a fechar, pelo Open Field String Trio (foto acima) dos portugueses João Camões (viola), Marcelo dos Reis (guitarra) e José Miguel Pereira (contrabaixo). A iniciativa insere-se na inauguração da exposição de Antoine Pimentel que estará patente no Museu Temporário de Memórias, tendo como título “Internato / Sobre o Ciclo de Vida de Uma Ideia”.

A restante agenda é nocturna, com o André Santos Trio (o próprio mais Matt Adomeit e Tristan Renfrow) a apresentar a 7 de Setembro o seu disco “Vitamina D”, resultado das deambulações do grupo pela Holanda. No dia 15, outra ocasião de relevo, também esta com participações de artistas do Japão: ao duo de Yoshio Machida (com os característicos tambores de metal caribenhos, se bem que nunca soem como tal) e Jorge Queijo (bateria) junta-se a bailarina Maiko Date.

Dois dias depois, a 17, o Ricardo Formoso Quarteto interpreta ao vivo o seu álbum de estreia, “Origens”. Trompetista espanhol residente em Portugal, Formoso terá a companhia de Carlos Azevedo (piano), José Carlos Barbosa (contrabaixo) e Marcos Cavaleiro (bateria). Finalmente, a 23, o Salão Brazil recebe o violetista franco-alemão Frantz Loriot e o saxofonista suíço Christoph Erb, que este ano tiveram um CD lançado pela editora portuguesa Creative Sources. Alguns convidados especiais subirão com eles ao palco, mas ainda não foram anunciados.